FANDOM


RE2 PS NTSC
Após o estrondoso sucesso do primeiro jogo da série, a Capcom começou a trabalhar em sua seqüência no ano de 1997 ,e disponibilizou muito material do que ficou conhecido posteriormente como Resident Evil 1.5. Contudo, essa primeira versão do jogo foi abandonada e o game foi praticamente refeito do zero, com o aproveitamento de poucos conceitos.

O jogo trazia uma inovação na jogabilidade entre os dois personagens. Já a história transcorre ao mesmo tempo para ambos, o que auxilia tanto numa quanto na outra, sendo que ações realizadas na primeira acarretam modificações na segunda.

Na noite de 29 de setembro de 1998, o policial novato Leon S. Kennedy e Claire Redfield, a irmã de Chris, chegam a Raccoon City. Leon percebe que a cidade está calma demais e muito deserta. Ele pára seu jipe no meio da estrada ao avistar um corpo e desce para verificar. Enquanto isso, Claire chega a um restaurante para pedir informações. Ela está na cidade à procura de seu irmão, que não dá notícias há um bom tempo. Em uma lanchonete, Claire se encontra em meio ao terror quando um zumbi a ataca. Ao fugir pela porta dos fundos, dá de cara com Leon, que foi cercado por um grupo de mortos-vivos.

A dupla escapa por um beco e chega a uma viatura abandonada. Contudo, no seu caminho para chegarem à Delegacia de Polícia, um zumbi os ataca do banco de trás, enquanto um caminhão desgovernado com um motorista zumbificado vem de encontro a eles. Ambos pulam para fora do carro, quando o caminhão se choca com o veículo, explodindo numa grande bola de fogo. Os recém aliados agora estão separados e fazem o seu caminho para a Delegacia. Lá dentro eles se reencontram e seguem a procura de uma rota de fuga segura, bem como por sobreviventes.

Leon encontra Ada, que diz estar à procura de seu namorado John, um pesquisador da Umbrella, enquanto Claire encontra a menina Sherry, orientada por sua mãe a se refugiar na Delegacia, o lugar mais seguro na cidade. As aparências enganam: a Delegacia não é mais segura, bem como a própria família de Sherry e as intenções de Ada.

PersonagensEditar

ArmasEditar

CriaturasEditar

  • Zumbi
  • Cerberus
  • Crow
  • Large Roach
  • Licker
  • Spider
  • Ivy & Poison Ivy
  • Giant Moth
  • G-Type
  • Alligator
  • Tyrant (T-103)
  • William Birkin

Versões DiferentesEditar

Biohazard 2 (PsOne)

Lançada uma semana após o original americano, a versão japonesa de RE2 é um pouco mais fácil e contem algumas diferenças na localização de inimigos, munições e itens de cura, além de um aumento na potência das armas. Ainda, a violência durante as cenas de Game Over foi reduzida e a função de mira automática está ligada como padrão, ao contrário das versões ocidentais, nas quais ela deve ser ativada no menu de opções.

Resident Evil 2 Dual Shock Ver. (PsOne, Gamecube e PSN)

O relançamento do game para Playstation, além de incluir suporte ao controle vibratório e alavancas analógicas do console da Sony, trouxe também um novo modo de jogo, chamado “Extreme Battle”. Nele, os jogadores devem sair do laboratório e seguir até o RPD. Chegando lá, devem recuperar quatro bombas espalhadas pela delegacia para que finalmente possam fugir. O modo traz quatro personagens, Leon, Claire, Ada e Chris, e três modos de dificuldade.

Esta edição trouxe ainda pequenas adições ao game normal, como telas de ranking nos minigames de Hunk e Tofu, um código que habilitava munição infinita para todas as armas e um novo nível de dificuldade voltado para iniciantes. A versão japonesa conta ainda com o modo “USA Version”, com as mesmas localizações e dificuldades do game original americano.

Esta versão também foi lançada em 2003 para Gamecube. Em 2009, chegou à Playstation Network, e pode ser jogada no Playstation 3 e PSP.

Resident Evil 2 (PC e Dreamcast)

A versão para computadores, chamada de Resident Evil 2 Platinum, trouxe todas as adições da versão Dual Shock, juntamente com uma galeria de imagens, onde ilustrações, conceitos e renders dos personagens eram habilitados à medida que se avançava no jogo. Há também novos níveis de dificuldade. No "Arrange Mode", mais fácil, é possível encontrar metralhadoras infinitas no baú. Já o "Nightmare Mode" tem monstros bem mais resistentes (zumbis, por exemplo, levam cerca de 20 tiros para morrer), munições em menor número e personagens mais fracos.

Mais de um ano depois, essa versão foi portada para o Dreamcast. A única adição deste novo lançamento é a possibilidade de ver a energia do personagem na tela do VMU, o memory card do console da Sega. No Japão, o game foi lançado com o nome “Biohazard 2 Value Plus”, e incluía um disco extra que continha o demo de Resident Evil CODE: Veronica e algumas músicas selecionadas das trilhas de games anteriores.

Anos mais tarde, a versão para computadores foi relançada em DVD pela publicadora japonesa Sourcenext. Essa edição resolvia os problemas de incompatibilidade do game com o Windows XP e trouxe uma resolução um pouco maior para cenários e vídeos.

Resident Evil 2 (Nintendo 64)

Lançada em 1999 é a versão que traz mais diferenças em relação ao jogo original. Resident Evil 2 para o antigo console da Nintendo impressiona pela capacidade dos programadores, que conseguiram compactar os dados dos dois CDs, até mesmo os vídeos (que rodam em uma qualidade inferior à versão Playstation) em um cartucho do console, juntamente com todas as novas características. Somente o modo “Extreme Battle” ficou de fora deste lançamento. O trabalho foi feito pela Capcom em parceria com o então desconhecido Angel Studios, que mais tarde se tornaria a divisão de San Diego da Rockstar, e responsável por games como a série Midnight Club e Table Tennis.

Os “EX Files” são a maior adição deste relançamento. Arquivos extras exclusivos, eles dão mais informações sobre os eventos deste game e de outros, incluindo um relatório de Rebecca sobre a falsa morte de Billy Coen, que somente aconteceria em Resident Evil Ø, que chegou ao mercado três anos depois. A versão inclui um randomizador de itens, novas roupas e a possibilidade de mudar a cor do sangue, de forma a diminuir a violência.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória